sexta-feira, 23 de julho de 2010

EB

O Exército Brasileiro é um grande teatro.
Uns fingem mandar,
outros fingem obedecer.
O final de todo mês é feliz, quando o soldo é depositado.
Mas poderia ser melhor, se não houvessem uns otários que insistem em levar o quartel a sério. Malditos personagens que encarnam nos atores.

Um comentário:

Pedro Raphael disse...

isso aí!
aquele bando de corno!
uheuheuheuehu
(que o távora não leia isso) usaushuashuahsauhsaus