terça-feira, 9 de novembro de 2010

Paul

Hoje acordei, e não caro leitor, não vou dizer que pareceu um sonho. Eu sei que foi real.
O Paul estava ali na frente, cantando e tocando, conversando comigo.

Uma lenda.
A História.

Quando se presencia algo dessa magnitude, não se pode fazer nada além de aplaudir, sorrir e chorar.
Em certo momento, uma estrela cadente caiu atrás do estádio, acima do palco. Meu primeiro pensamento foi fazer um pedido, não fiz. Naquele momento, meu coração não tinha outro desejo. Eu só queria estar ali.

Obrigado Paul.

2 comentários:

MiLa disse...

Nossaaaa...
"são tantas emoções..."

Betina. disse...

Que sonho emocionante :D rs'