quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Bota pra fuder.

Esse texto será de bate-pronto. Estou escrevendo e logo publicarei. Sem revisões e deletadas.

Novo ano chegando, doismile onze, se não me falha a memória. Pois bem, novo ano, renovação de objetivos. É sempre assim, não adianta fugir. E nesse eu vou...

Vou botar pra fuder. Vou mesmo.

E não é uma promessa, é um fato. Chega uma hora na vida do homem que ele tem que decidir. Ou fica, ou vai. A maioria fica.

Eu vou.

Já notou que esse jogo, chamado vida, tem o mesmo fim pra todos? A morte.
E sabia que quando tu morrer, uma dúzia chorarão e uns três sentirão falta pra sempre?

Pois é caro amigo. Tu é realmente um pontinho, no meio de um mar de pontos.

Então. Bota pra fuder também.

Já que vamos morrer mesmo... seja hoje ou daqui a sessenta anos...

Vamos fazer do pontinho, um pontinho feliz. Para de aguentar essas pessoas chatas do caralho, esse emprego que dá dor nas bolas só de lembrar, essas brigas em casa, esse relacionamento que é um inferno, esse bando de coisas que te incomoda e tu sempre aguenta no osso.

Chega disso. Bota pra fuder. Grita na cara, manda pra longe, tenta melhorar, faz algo. Não digo pra abandonar tudo (só algumas coisas), mas FAZ algo pra mudar.

ALTERA A TUA VIDA!!!

Se lembra do Capitão Planeta? Ele sempre disse que o poder era nosso. Pois ele é.




Um comentário:

MiLa disse...

Revolta de final de ano!
Vou botar pra fuder em 2011!!!