domingo, 2 de janeiro de 2011

Carta aos meus


Essa carta é dirigida a todos que amo, sinto profundo carinho, grande amizade, e aos que julgo merecedores de minha luta.
Saiba agora, que se depender de mim, jamais estará sozinho. Não importa a recíproca, não quero saber dos teus sentimentos para comigo. Faço isso, pois jamais, por mais que achasse o contrário, lutei sozinho.
Saiba querido, querida, que tua guerra também é minha.
Quando nos unimos aqui embaixo, nos céus, os anjos fazem festa.
Avelino Neto
Porto Alegre, dia 01 de Janeiro de 2011.

2 comentários:

Lis ST disse...

http://meninadoscachos.blogspot.com/

e espero que eu esteja entre os teus aí....
mas se não, que seja também.
o que conta é que tu tá entre os meus ^^

e da-lhe 2011 o/

Nat disse...

Que bom, amigo. Poder saber outra vez que estás comigo, dizer com certeza outra vez a palavra amigo. Se bem que isso nunca deixou de ser... Que bom, amigo. Poder dizer o teu nome a toda hora, a toda gente. Sentir que tu sabes que estou pro que der contigo! Se bem que isso nunca deixou de ser... Que bom, amigo. Saber que na minha porta a qualquer hora, uma daquelas pessoas que a gente espera, que chega trazendo a vida, será você, Sem preocupação.

Acho que essa música é perfeita. E te adoro, meu amigo, meu melhor amigo. Sempre.