quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Desencontrinho

Para variar um pouco, ela está na frente do computador, esperando pelo grande amor, esperando que ele caia do céu e tenha MSN. Enquanto ele não chega, ela saltita na cama, só de calcinha, escutando seus hardcores americanos.
Recém saída do banho, ainda está de cabelos molhados. Sua mãe diria, “Vai pegar uma gripe”, se visse a cena, e se viva ainda fosse. O ar condicionado, que está no frio máximo, ajudaria muito para a profecia se concretizar.
O telefone do quarto toca, ela com os fones nos ouvidos não escuta os gritos do seu aparelho. No outro lado da linha está ele, discando para um número desconhecido, torcendo para que atendam. Ele só quer dizer um oi para alguém, ou um tchau, ele só quer conversar.
Ela perdeu seu grande amor, ele foi dormir. Ela irá encontrar outro príncipe, ele vai tentar outro número na próxima madrugada.

Nenhum comentário: