quinta-feira, 12 de abril de 2012

O dono da história


Sábado de tarde, frio de outono em Porto Alegre. Dona Neusa manda Julinho no Bourbon comprar pipoca para a família. Pipoca e chocolate. Julinho desce correndo as escadas do prédio, diz um oi para o Seu Walter porteiro, atravessa a Rua Guilherme Alves e entra no Bourbon Ipiranga.

Sábado de tarde, frio de outono em Porto Alegre. Tuca, Andrade, Ismael e Jabá estacionam o Monza 94 azul no pátio externo do Bourbon, descem calmamente do carro e caminham a passos largos para a entrada principal.

Tiros, vidros estilhaçados, correria, gritos e sangue. Tudo isso aconteceu no assalto que o quarteto fez a joalheria do shopping.

E o Julinho? Passou uma tarde maravilhosa vendo filme, comendo pipoca e torcendo para que sua mãe abrisse o chocolate.

Eu escrevi essa história, e nela as crianças não morrem.

Nenhum comentário: