quinta-feira, 21 de maio de 2015

A salvação

Acordo no meio da madrugada e abro a janela, ainda não há sinal. Espero que o fim da tarde nas margens do Guaíba mostre algo, ainda não foi nada revelado. No meio do trabalho eu desejo mais que tudo sua chegada. Quando entro em casa rezo por sua aparição. Nada, nada, nada. Pareço perdido, desenganado, desmotivado, mas estou somente cansado de aguardar. Onde está o meu salvador? Quando ele adentrará a atmosfera terrestre para me levar? Não existe nada mais desolador, que o atraso de um disco voador.

Nenhum comentário: