terça-feira, 4 de agosto de 2015

vai melhorar, meu cacete

Armando, cortaram a luz lá de casa, preciso daquela grana que tu disse que tinha. Pode ser metade, quatrocentos tá ótimo. Já pedi pro pai, pro Joca, pra Mirtes e até pra Isaura, tá todo mundo fodido. O aluguel to pagando, se não o desgraçado coloca a gente na rua. Vai melhorar, vai melhorar, meu cacete Armando. Tu não entendeu nada ainda, porra? Não tem final feliz nessa merda. Não vai dar tudo certo. As coisas não estão assim porque tem que ser, elas estão assim porque ficaram assim. Não tem moral da história quando acabar. Quarenta e três anos e tu não entendeu, porra? Me manda os quatrocentos, me viro com o resto.

Nenhum comentário: