terça-feira, 20 de setembro de 2016

Fui Assaltado

Sim, fomos assaltados.
Sim, poderíamos ter parado no hospital ou no enterro de alguém amado.
Nessa sociedade consumista, onde é necessário TER para SER, é isso que acontece: João aponta arma para José. Sejam João e José policiais, ladrões, estudantes ou trabalhadores.
Enquanto nos engalfinhamos por migalhas aqui embaixo, lá em cima ELES gargalham, brindam com nosso sangue e suor.
Enquanto poucos tiverem muito e muitos tiverem pouco, a violência não vai parar. Não adianta matar bandido, meu jovem, o dado viciado do sistema não vai parar de produzir marginalizados, de esmagar pessoas, de colocar o povo contra o povo.
Cidadão de bem é o que dizem que você é, que a guerra é contra o vagabundo que não tem medo da polícia. A guerra, caro irmão, é contra aqueles que lucram com tudo isso, que contam seus milhões enquanto contamos nossas moedas.
Só vamos vencer na vida quando não tivermos perdedores.
Love.

Nenhum comentário: